Como definir o melhor estilo de carro para sua família

A compra de um carro pode ser um passo importante para uma família, e por isso, é necessário pensar bem. O ideal é que você selecione um modelo que se encaixe na maioria das suas expectativas. Veja a seguir como você pode definir o melhor estilo de carro para a sua família:

Defina prioridades

Cada família é única e dispõe de uma rotina diferente. Antes de comprar um carro, é preciso definir quais as necessidades e prioridades da sua família.

Por exemplo, vocês costumam fazer muitas viagens? Ou o foco é um carro para circular em área urbana com um bom desempenho? Nesses casos, existem modelos de sedan e compactos que podem ajudar você.

Se você precisa de um veículo mais funcional para o dia a dia, uma boa opção pode ser o Honda HR V 2020O veículo impressiona por seu espaço interno, e pode ser muito viável para famílias grandes.

Há também quem prefira carros mais econômicos, que possam fazer mais quilômetros com pouca gasolina. Para essa categoria a grande indicação é o Onix 2020.

Leve em consideração o financiamento

Outro ponto que deve ser pensado várias vezes antes de definir qual modelo a família irá comprar é o custo do financiamento. Afinal, esta dívida estará presente por muitos anos.

O ideal é que você pesquise bastante e anote as melhores opções para você a para a sua família, de forma que não seja necessário prejudicar o orçamento mensal.

Neste ponto, ter definido as prioridades para a compra terá sido essencial, pois assim você poderá saber por qual a categoria buscar no mercado.

Carro novo e seminovo

Você não precisa tomar essa decisão logo de cara. O mais indicado é que você visite as lojas de cabeça aberta, colocando em prática as suas prioridades. É importante que o futuro proprietário entenda que tanto uma compra quanto a outra terão vantagens e desvantagens evolvidas.

O carro seminovo pode cumprir bem as funções com um valor de custo mais acessível, mas por outro lado pode requirir peças em breve. O carro novo dispensa cuidados inciais, mas requer um financiamento mais longo.

Considere a desvalorização do veículo

Na hora de fechar negócio e sair da concessionária de carro novo, é difícil pensar nas outras situações que podem vir, como por exemplo a desvalorização do seu veículo.

Alguns modelos já perdem bastante o seu valor inicial só de deixar a loja, e quem pensa em revender em breve deve estar atento aos melhores carros.

Posso restituir o dinheiro do IPVA em casos de veículo roubado?

Alguns estados brasileiros permitem que os proprietários de veículos furtados recebam o valor que foi investido no IPVA. Considerando que não possuem mais o bem, e por consequência, não devem arcar com esse tributo. O valor restituído depende do tempo em que o contribuinte fica sem o carro. Caso o veículo seja encontrado, a quantia devolvida é menor.

Entenda a cobrança do IPVA

Em todos os estados, anualmente é cobrado o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Imposto válido sobre todo e qualquer tipo de automóvel.

A quantia é paga à Secretaria Estadual da Fazenda, e possui valor diferente conforme o valor de mercado do veículo e a alíquota vigente no estado.

O IPVA São Paulo 2020, por exemplo, possui uma das alíquotas mais caras. Entre 3% e 4% dependendo da categoria. A contribuição é obrigatória e a quantia arrecadada deve ser destinada as melhorias do Estado e do município em que o veículo foi emplacado.

Existe parcelamento do valor, que é considerado na hora de restituir o imposto em caso de furto, e também o pagamento à vista. Praticamente em todas as regiões existem descontos para quem quitar o débito em cota única.

Restituição do IPVA em caso de furto

Não são todos os estados brasileiros que permitem a devolução do dinheiro em caso de roubo do automóvel. Mas, a maioria aderiu a esse tipo de procedimento, por julgar mais justo.

Hoje em dia crescem cada vez mais os índices de violência e furto no país, em grandes cidades e até mesmo no interior do estado. Além de perderem o valor que foi investido na compra do veículo, o proprietário tem ainda o pagamento dos impostos e taxas gerais.

Por isso, em estados como São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Sul, a Secretaria Estadual da Fazenda devolve a quantia que havia sido paga de imposto.

Mas, considera quais parcelas foram quitadas. E caso o bem seja encontrado, desconta o valor restante do imposto. Isto é, restitui apenas o valor referente ao período em que o contribuinte ficou sem o veículo.

Estados que devolvem o dinheiro do IPVA em caso de roubo

Não existe uma lei nacional, válida para todos os estados, que obriga as regiões a restituírem os contribuintes que foram furtados. Dentre os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal, fazem a devolução:

  • São Paulo;
  • Pernambuco;
  • Sergipe;
  • Bahia;
  • Alagoas;
  • Maranhão;
  • Paraíba;
  • Rio Grande do Norte;
  • Mato Grosso do Sul;
  • Mato Grosso;
  • Distrito Federal;
  • Goiás;
  • Tocantins;
  • Amazonas;
  • Rondônia;
  • Roraima;
  • Rio de Janeiro;
  • Espírito Santo;
  • Minas Gerais;
  • Rio Grande do Sul.

O pedido deve ser feito na Secretaria Estadual da Fazenda apresentando o RENAVAM do automóvel e o boletim de ocorrência.

Lista dos melhores hotéis do Rio de Janeiro: Confira!

Está pensando em viajar para o Rio de Janeiro e ainda não sabe onde vai ficar? Sabemos que o hotel ideal para cada um será diferente, dependendo das prioridades consideradas, por isso, trouxemos uma lista de hotéis que podem transformar a sua experiência no Rio.

Casa Gerânio

A Casa Gerânio é um ambiente de referência para quem vai passear pelo Rio. Muitas pessoas já se hospedaram por lá e as avaliações em sites de reservas são super positivas.

A pousada é a número 1 entre mais de 300 outros locais da região e quem se hospeda por lá, vai ter acesso a um serviço 5 estrelas. O lugar disponibiliza piscina e internet wi-fi gratuita para seus hospedes.

Sem contar que o custo-benefício é super válido de acordo com o serviço prestado, se comparado com outras pousadas. A Casa Gerânio fica no bairro de Santa Teresa.

Casa Cool Beans B&B

Um outro ambiente muito acolhedor que pode ser o diferencial durante a sua estadia no Rio de Janeiro é a Casa Cool Beans B&B, uma das melhores pousadas que você vai encontrar.

O ambiente é bastante receptivo, além de dispor de uma equipe multilíngue para atender os hospedes. Quem fica por lá, também tem acesso à piscina e a um café da manhã divino.

E para quem vai passar um bom tempo por lá, vai gostar de saber que a Casa Cool Beans B&B também dispõe de um ótimo serviço de lavanderia.

Casa 48

Localizada na cidade do Rio de Janeiro, a Casa 48 está entre os locais que oferecem o melhor serviço para os hospedes e possui um ambiente super bem decorado para recebê-los.

Você sabia que a Casa 48 é uma das poucas hospedagens que disponibiliza acesso para os cadeirante? Isso mesmo! A estrutura do hotel é toda pensada para beneficiar a todos.

Vale mencionar também que o ambiente é referência no quesito limpeza e possui um bar dentro da localidade para atender os hospedes da melhor maneira.

Discovery Suites Rio

Quem curte um ambiente mais aberto, com decoração aconchegante e vista para a região, pode com certeza fazer a sua reserva no Discovery Suites Rio.

O local tem um dos melhores preços da cidade, além de possuir também um bar e um restaurante para que os hospedes tenham acesso a tudo.

O Discovery Suites Rio possui certificado de excelência em hotelaria e vale mencionar que está super bem situado para quem deseja conhecer a cidade.

Veja quanto custa mensalmente para morar no Rio de Janeiro

O Rio de janeiro é sempre referência em alguns aspectos como educação e oportunidades para a sua carreira, por isso muita gente planeja morar neste estado e construir sua vida. O problema é saber o custo mensal médio para se mudar para a região e a fim de ajudar você a montar o seu orçamento, vamos mostrar abaixo alguns gastos que você provavelmente vai ter. Confira quanto custa morar no Rio:

Impostos Obrigatórios

Vamos começar falando de valores dos quais você não estará livre caso decida morar no Rio de Janeiro. Em primeiro lugar, vamos pensar nos impostos que geralmente são semelhantes para a toda região, neste caso o licenciamento do seu veículo e o DPVAT do mesmo.

Por estas taxas você estará pagando a mesma coisa que a maioria dos brasileiros, mas o mesmo não pode ser dito em relação ao valor do IPVA. No Rio de Janeiro, a porcentagem é de 4% sobre o valor original do veículo, quase 2% a mais do que a maioria dos estados.

O IPTU também é mais caro para os cariocas, sendo um dos mais altos do país já que o estado é bastante populoso e possui um dos metros quadrados mais valorizados, custando R$ 40,63 por metro quadrado.

Alimentação

Agora vamos focar um pouco na alimentação, um gasto constante e inevitável. Se você for fazer compras em um mercadinho comum, poderá estar pagando R$ 4,42 por um quilo de feijão.

Você também pode incluir no seu carrinho 5 quilos de arroz por  R$ 12,26. E se você gostar de adicionar à feira uma boa cervejinha, saiba que a cerveja em garrafa custa R$ 8,65.

Quem não dispensa uma boa coca-cola no almoço, estará pagando cerca de R$ 8,65 por garrafa. Enquanto o pão francês estará custando R$ 11,41 por quilo.

Lazer

O lazer é um ponto interessante, pois vez ou outra você acabará desfrutando dos pontos de referência do Rio de Janeiro. Portanto, vale a pena estar preparado para gastos como restaurante.

Um almoço simples pode variar entre R$ 18,92 e R$ 82,20, dependendo se o restaurante é caro ou barato. Já o ingresso para o cinema pode sair um pouquinho caro, sendo cerca de R$ 27,12 a inteira.

Se você gosta de ir ao teatro, vale a pena enfatizar que o Rio é líder de referências culturais e valoriza bastante a arte. Você estará pagando em média R$ 54,00 pelo ingresso.

Transporte

Outro aspecto fundamental para quem irá morar no estado, é o custo médio com transporte. A passagem de ônibus na região custa R$ 3,95 enquanto a de metrô é de R$ 4,30.

Quem vai andar de carro, deverá estar desembolsando R$ 4,89 por litro de gasolina. Se preferir etanol, o motorista pagará em torno de R$ 3,62 por litro.

Ou seja, para encher um tanque de 100 litros do carro duas vezes por mês, o motorista precisará ter disponíveis R$978. E possuir ainda um extra para gastar com estacionamento, sendo R$ 15,07 por hora no centro.